BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

sábado, 1 de abril de 2017

Mulheres Fiéis Olhando para Cristo

0 comentários










Para apresentação, Clique AQUI.

TEMA: MULHERES FIÉIS OLHANDO PARA CRISTO



Texto: Hebreus 12:2
Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus”.


Introdução   

Nós, mulheres, gostamos muito de histórias de amor. O romantismo é uma característica de nossa personalidade: um homem perfeito, um local perfeito, um relacionamento perfeito.... Somos muito sonhadoras. E isso faz que estejamos sempre às voltas com algum tipo de romantismo. Hoje nós vamos falar sobre uma história de amor.

1.    O Amor do Mundo.


O amor no mundo, porém, é construído por um sentimento que retrata a natureza caída da humanidade – o pecado. É um amor finito.
Nele a mulher é exposta à venda como um produto, cuja exposição tem menos pudor a cada dia.
As propagandas em TVs, Redes Sociais, revistas, outdoors e demais meios de comunicação – sempre estão cheias de apelos sensuais: roupas íntimas, decotes, fendas, cenas de beijos e atitudes sensuais – a isso eles chamam de amor.
E Deus, o que diz do amor?

2.    O Amor de Deus – Cristo  o Noivo.


A palavra de Deus define o amor como um compromisso eterno. Podemos ser solteiras, noivas, casadas, viúvas, mas... temos um compromisso eterno com Cristo – nós, a igreja, somos Sua noiva e objeto de Seu amor!
Se um romance aqui na terra nos faz dispensar tanta energia, dedicação e atenção, quão mais encantador será para nós vivermos uma verdadeira história de amor.
E na realidade se atentarmos para os ensinos das escrituras, verificaremos que estamos envolvidas na maior história de amor, jamais pensado em todo o universo: Deus pai escolheu uma noiva para seu filho e enviou o Espírito Santo para zelar e preparar a noiva para as bodas.
Ilustração
Isto nos lembra de um outro casamento descrito na Bíblia, cujas noivas tiveram um período de preparação. O Livro de Ester nos conta que as virgens que foram levadas ao palácio do rei Assuero, para que ele escolhesse dentre elas sua esposa, tiveram um período de preparo de doze meses.
Se para entrar na presença de um rei humano a noiva precisa de preparo, quanto mais nós precisaremos ser preparadas para as Bodas com nosso noivo celeste.
Uma história de amor em que Cristo é o personagem principal, ele é nosso noivo, e precisamos conhecer mais sobre esse evento.
A Bíblia diz que a noiva aguarda Cristo que virá buscá-la e, em suas Bodas, selarão os votos do amor eterno.
Ap 21:9  “Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro”
Somos desafiadas a ver a noiva em cada uma de nós. Verificar nossa fidelidade e olhar para o noivo, Cristo Jesus.

3.    A Noiva


Que a noiva é a Igreja de Cristo, isto já sabemos. Mas soa como algo distante, se não compreendermos que a Igreja é um corpo espiritual, formada por cada crente que foi regenerado. Assim, pensemos: cada uma de nós, individualmente, é a noiva de Cristo.
E como reconheceremos a noiva? Quais suas características?

2.1.  Será limpa.

Mulher infiel – Limpeza Exterior   

A maioria das mulheres gosta de estar sempre limpas e asseadas. Gastamos muito tempo no banho. Tomamos banho até para irmos ao mercadinho da esquina.
Mas será que a mulher que tem essa característica agrada a Cristo? Não. Se essa for sua única preocupação.
Que limpeza cristo espera de nós?


Mulher fiel – Limpeza Interior

Que sejamos limpas pela Palavra, que lava os nossos corações dos pecados.
Ef. 5:25-26 “ ... Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra. ”
Ilustração
Exemplo do arroz. Assim como o arroz lavado na peneira fica limpo, assim também nós devemos nos dedicar a leitura e meditação diária para que Cristo nos purifique.

2.2.  Perfumada.

Mulher infiel – Cheiro do mundo

Nós gostamos de estar perfumadas, e usamos todo o arsenal ao alcance: sabonete, shampoo, cremes, colônia. O perfume que a pessoa usa passa a ser sua marca e poderá ser agradável ou não.
Ilustração
Por exemplo, quando apertamos a mão de alguém muito perfumado, fica o cheiro em nossa mão. Mas será que é esse tipo de cheiro que agrada a Cristo? Não.

Mulher fiel – Fragrância de Cristo.

Que cheiro devemos ter para agradar a Deus? ... A fragrância do conhecimento de Cristo.
 2 Co 2:14-15 “Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do Seu conhecimento. Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. ”


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Feminismo Contemporâneo e Feminilidade Bíblica

0 comentários

















Apresentação AQUI

TEMA: Feminismo contemporâneo e Feminilidade Bíblica

TEXTO: Gn 1:27  E criou Deus o homem a Sua Imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.

ORAÇÃO

APRESENTAÇÃO PESSOAL

Meu nome é Glória. Sou casada com Paulo Brasil e sirvo a Deus na IBR Renascer.

INTRODUÇÃO

Falar sobre Feminismo é um grande desafio para mim, pois eu tenho vivido minha verdadeira vida, há 22 anos tentando desprogramar mente e coração da contaminação que trouxe comigo do mundo, , reaprendendo aos pés de Jesus.

Nossa proposta neste estudo é entendermos:
(1)    O propósito de Deus na criação da feminilidade bíblica
(2)    A rebeldia que ocasionou a queda da humanidade e daí a construção do feminismo
(3)    As propostas ou os enganos defendidos pelo movimento
(4)    O caráter de Deus frente ao feminismo e a feminidade

Nosso propósito é:
PERCEBERMOS que por trás desse movimento, existe um orquestrador, cujo interesse é tão somente o de afasta-nos da obediência e honra devidas a Deus.
Vamos OLHAR o mundo que nos cerca e verificar que o que tem sido chamado de Conquistas das Mulheres – Feminismo Contemporâneo, nada mais é do que infelicidade, desajuste e caos.
E MEDITAR sobre o papel da Mulher Cristã, exercitando sua Feminilidade Bíblica.

1.      CRIAÇÃO DA FEMINILIDADE

Em Gênesis 2:8;15-25, conhecemos que Deus criou o homem, à Sua imagem e semelhança.

1.1.     A solidão de Adão. 

O Senhor percebeu a solidão de adão, pois, em toda a criação nada agradou ao Senhor para estar ao lado do homem e construir um mundo que glorificasse a Deus. E O Senhor viu que não era bom que o homem estivesse só.
Gn 2:18  E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja {ou lhe assista} como diante dele.

E do próprio Adão fez Eva. Como uma Auxiliadora idônea.  Eva foi trazida a Adão como uma prova do amor de Deus. E Adão compreendeu. E amou a Eva. (Gn 2:21-24)

1.2.     A mulher como auxiliadora IDÔNEA

Será que nós realmente entendemos e aceitamos o propósito de Deus ao criar a mulher? O propósito de Deus para nós? Entendemos o que as escrituras querem dizer com auxiliadora idônea[1]?
A mulher foi tirada do homem, tendo a mesma natureza, o mesmo valor. Porém, foi criada com funções e propósitos específicos e diferentes, complementaria o homem, sendo essa sua realização. Ela foi criada para estar diante dele, de maneira conveniente, adequada e capaz.

1.3.     A hierarquia na criação

Deus estabeleceu uma hierarquia na criação – uma ordem funcional – o homem como o cabeça.
Na economia da salvação as Pessoas da Trindade têm hierarquia, tarefas, responsabilidades e propósitos diferentes. Nós compreendemos isso totalmente? Não. Mas é uma verdade bíblica.  
Jesus Cristo é Deus. Em Jo 10:30 Ele diz: “Eu e o Pai somos um”. Mas, ao ser questionado sobre datas e tempos acerca de Jerusalém, Ele respondeu que Deus Pai tinha maior autoridade:
              At 1:7 Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à sua própria autoridade.
Quando falou da sua assunção ao céu, Ele disse que Deus Pai era maior que Ele próprio:
              Jo 14:28 ...  Se me amásseis, certamente exultaríeis por ter dito: Vou para o Pai; porque o Pai é maior do que eu.

O Pai e o Filho enviaram o Espírito (Jo 14:16).
O apóstolo Paulo, falando acerca das funções do homem e da mulher em 1Co 11:3, deixou claro a intenção divina sobre hierarquia. Bem como a igualdade de ambos em valor diante de Deus.
              Quero, porém, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo.

Naquele momento estava estabelecida a Feminilidade Bíblica. E viu Deus que era muito bom (Gn 1:31).

Satanás, porém, rejeita a hierarquia.

2.       CONSTRUÇÃO DO FEMINISMO

2.1.         A Origem

No Éden, Deus estabeleceu uma regra a ser obedecida (v. 17).
17 mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Satanás conhece e Palavra de Deus, e a deturpa conforme lhe interessa.
Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.

Não sabemos exatamente como se deram os passos ali no Éden, mas fico pensando que talvez Eva tenha olhado para o fruto..., gasto tempo pensando se o sabor seria melhor que as outras frutas..., aplicado o coração a imaginar se teria poderes especiais...

É um mistério, mas a mulher buscou uma solução para sua realização à parte de Deus.  Então, a mulher ao ser enganada caiu em transgressão e seu marido também. E todos nós pecamos junto com eles.

Grande foi a tristeza causada a Deus, pois Ele não tem prazer na morte do pecador (Ez 18:32).
A rebeldia e desobediência no Éden trouxeram a queda da raça e como castigo Deus proferiu as sentenças que mudariam para sempre o destino da humanidade (Gn 3:14-19).

E especificamente o destino da mulher, em Gn 3:16:
“E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.

Onde antes havia amor e harmonia passou a reinar a morte e o conflito. O homem não mais via a mulher como um objeto do amor de Deus para ele, mas alguém para subjugar. A mulher, busca desde então, fugir do juízo de Deus, da sentença proferida. Criada para ser auxiliadora torna-se opositora ao homem, buscando tomar para si a posição de liderança.


sexta-feira, 13 de maio de 2016

0 comentários
Versículo Visualizado