BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

domingo, 28 de fevereiro de 2010

O Combate Cristão

0 comentários


Clique AQUI
(Slideboom)

Tema: O Combate Cristão
Ensino: Quais são as armas para o combate da vida cristã
Texto: Ef 6:11-18
Classe: Senhoras
Pré-aula: Hino Castelo Forte
Recursos Visuais: Powerpoint

INTRODUÇÃO
É correto vestir-se adequadamente conforme a ocasião: Atletas, visitas a lugares especiais, festa, etc. A Bíblia nos alerta sobre um Combate e diz que devemos estar vestidos com vestes apropriadas.

I. O INIMIGO
No texto lido (Ef 6:11-18), a Bíblia diz que nossa batalha é contra Satanás e seu Reino (vs.12).

Tem um Reino - Satanás é inimigo de Deus e de nossas almas. Ele reina sobre o mundo incrédulo. Ele é o deus deste século.
2 Co4:4  Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
 Tem um Príncipe (do mundo)
Jo12.31 Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo.
Tem Fronteiras
Hb 2.15 – “... todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida.”
Rm 5:21 – “... o pecado reinou pela morte, ...”

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A Páscoa dos judeus

0 comentários

Clique AQUI
(Slideboom)

Tema: A Páscoa.
Texto: Ex 12
Classe: Primários e Juniores

INTRODUÇÃO
A Páscoa é sempre comemorada anualmente e as igrejas se preparam para esta data.
. As pessoas compram ovos, chocolates são vendidos.
. Pessoas vestidas de coelhos descem de helicópteros e abraçam crianças.
. Muitos não sabem o que se está comemorando, outros “acham” alguma coisa. outros dizem que não vale a pena discutir esta questão.
. Mas o que é a Páscoa?

VERIFICAREMOS O QUE ENSINAM AS ESCRITURAS
• A origem da história da páscoa está na bíblia. Está no livro de êxodo.
• Há mais de 400 anos o povo de Israel estava vivendo como escravo no Egito. Era-lhes impossível libertarem-se daquele cativeiro.
• Deus prometera ao povo de Israel há muitos anos atrás que lhes daria uma terra. Eles estavam agora escravos; sem terra e sem comunhão com Deus.

I. O CORDEIRO

Ex 12
1. Disse o Senhor a Moisés e a Arão na terra do Egito:
2. Este mês vos será o principal dos meses; será o primeiro mês do ano.
3. Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: aos dez deste mês, cada um tomará para si um cordeiro, segundo a casa dos pais, um cordeiro para cada família.
4. Mas, se a família for pequena para um cordeiro, então, convidará ele o seu vizinho mais próximo, conforme o número das almas; conforme o que cada um puder comer, por aí calculareis quantos bastem para o cordeiro.
5. O cordeiro será sem defeito, macho de um ano; podereis tomar um cordeiro ou um cabrito;
6. (a) E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e ...

O INÍCIO
V.2 – O PRIMEIRO MÊS DO ANO - ISRAEL NÃO HAVIA COMEÇADO SUA VIDA DIANTE DE DEUS. 
O PRIMEIRO MÊS DO ANO. ESTA DATA MARCARIA O INÍCIO DE UMA NOVA VIDA DE RELACIONAMENTO COM DEUS. “ESTE VOS SERÁ O PRINCIPAL DOS MESES”.

O MEIO
V.3 – TOMARÁ PARA SI UM CORDEIRO
V.5 – SERÁ SEM DEFEITO, MACHO DE UM ANO
V.6 – O CORDEIRO SERÁ OBSERVADO POR UM PERÍODO (DE 10 ATÉ 14)
O POVO TOMOU UM CORDEIRO. TINHA CINCO DIAS PARA OBSERVAR SUA PERFEIÇÃO. “MACHO, SEM DEFEITO”.

O CORDEIRO FOI O INÍCIO DO RELACIONAMENTO COM DEUS!


Parte1- A história de Mary Jones

1 comentários


Lição de Incentivo a Missões
Titulo: Por causa de uma Bíblia
Autora: Mary Carter
Leitura: Sl 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.”
Classe: Primários e Juniores
Recursos Visuais: Apresentação em powerpoint/Uso de figuras de sites citados neste blog.

INTRODUÇÃO
Hoje vamos conhecer a história de Mary Jones e seu grande desejo de possuir uma bíblia.
Mas antes de iniciarmos a história, vamos conhecer algumas coisas importantes sobre a Bíblia.Cada um que está com sua Bíblia sabe em que língua ela está?Está em português, pois nós falamos português.

AS VERSÕES
1º Mas há muito tempo atrás a Bíblia era escrita em apenas uma língua.O HEBRAICO- Quem sabe ler o que está escrito? Apenas um único país podia ler a Bíblia.
2ºDepois algumas pessoas traduziram a Bíblia para outra língua:O GREGO.
3ºMas Jesus falou: “Pregai o evangelho a toda criatura”.Deus deu inteligência para muitos homens e eles traduziram pra muitas outras línguas: Inglês, Italiano, espanhol.
Até que um homem traduziu para português e hoje temos.Português- É muito bom, podermos ler a Palavra de Deus: Português.

A ESCRITA
Mas as primeiras bíblias eram escritas à mão em material como couro, ou folhas de algumas espécies de vegetais (papiros). Não havia papel. Apenas algumas pessoas sabiam escrever, e as Bíblias eram muito pesadas e caras. Poucas pessoas podiam comprar Bíblias.
Os anos passaram e descobriu-se o papel. Assim o couro e os OUTROS materiais deixaram de ser usados para fazer as Bíblias.
A Bíblia passou ainda muito tempo sendo escritas à mão, porém agora em papel. A Bíblia ficou mais leve, mas mesmo assim era muito cara e poucas pessoas podiam ter Bíblias em casa.
O tempo passou e Deus deu sabedoria ao Homem, assim foi criada uma máquina que podia fazer Bíblias sem serem escritas à mão. E as Bíblias passaram a ser feitas em grande quantidade, mas mesmo assim eram muito caras.TIPOGRAFIA.
Depois estas máquinas foram sendo aperfeiçoadas e hoje temos computadores que imprimem muitas Bíblias. COMPUTADOR. Assim podemos ter a Bíblia em preços que todos podem comprar.

A HISTÓRIA DE MARY JONES
LOCAL E DATA
 País de Gales, Europa , Lugarejo, próximo a aldeia de Aber  1792 – Há muitos anos atrás.
A FAMÍLIA
 Mary Jones, Sr. Jacó e D. Ana. Eles trabalhavam de tecelões. Eles eram muito pobres. Eram crentes fiéis e se amavam muito.
SUA CASA
 Ao pé das Montanhas. Casa Humilde. Não havia luz elétrica – a luz era uma tocha fixada na parede. Havia uma lareira com um fogo para aquecer. Fogão a lenha, mesa, banquinhos, Caixotes para guardar vasilhas e roupas. As camas e... só! O chão era de terra batida, porém muito limpo.
AS GALINHAS
 Mary alimentava as galinhas muito rapidamente. Aquele era dia de Culto no Vilarejo. Para Mary era o melhor dia da semana – ela ouviria a Palavra de Deus. Já estava tarde e poderiam chegar atrasadas.
A LAMPARINA
 Era o motivo para Mary acompanhar a mãe ao culto. Naquele tempo não era comum crianças freqüentarem cultos. Papai Jacó está doente e não irá à Igreja. Mary promete contar-lhe tudo quando voltarem. Elas beijam papai e se despedem.
O CAMINHO
 D. Ana e Mary saem apressadas c/ lamparina. Em tudo elas lembravam das palavras da bíblia... Na escuridão da noite, Lua e estrelas, D. Ana lembra do Sl 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.”. Mary lembra quantos pensamentos lindos há na Bíblia... Mamãe, como deve ser maravilhoso ter uma bíblia em casa e poder Ler todas aquelas histórias... Mas... Ela não sabe ler... suspira...
 Já tem 8 ANOS e não há nenhuma escola perto de Aber! D. Ana a consola: "eu e seu pai lhe contamos muitas histórias bíblicas..." Davi e Golias, Daniel na cova dos leões, a de José... Mary: "Sim! Eu chorava quando ouvia a de José e seus irmãos maus que o venderam e de como Deus o recompensou... Qual será a leitura bíblica de Hoje?"
A IGREJA
 Chegam na Igreja e todos perguntam pelo irmão Jacó. Muitos irmãos disseram que o visitariam nos próximos dias. Mary senta ao lado de um casal de visitantes. O visitante fica muito impressionado com Mary. Ela sabe todos os cânticos e recita vários versículos. Ela não é muito nova para este tipo de culto? D. Joana: oh! Não, sem ela o culto seria estranho... Mary é uma menina muito especial – ela ama a Deus de todo coração.
 O texto estudado foi a transfiguração de Jesus - Mt 17:1-8. Na volta para casa Mary, muito impressionada, conta tudo ao papai, sem esquecer nenhum detalhe. O Sr. Jacó ouve com atenção. Ele já conhecia o texto e lamenta muito que não tenham uma Bíblia em casa.
OS PENSAMENTOS DE MARY
 Papai Jacó e Mary cuidavam de uma horta de batatas que ajudava na alimentação da família. No dia seguinte bem cedo ela foi cuidar da horta. Muitas vezes parou e ficou olhando o céu e os montes. D. Ana e o Sr. Jacó observavam e pensaram que fosse cansaço. Mas quando terminou ficou meditando na transfiguração
A TRANFIGURAÇÃO
 Como Deus mandou o seu Filho perfeito nascer neste mundo em semelhança de homem E Jesus sendo santo, nunca pecou. Ali no monte, ele manifestou toda a sua glória. Pedro ficou tão extasiado e sem saber o que dizer quando viu o rosto de Jesus resplandecente e suas roupas alvas como a neve. E depois a nuvem cobriu o monte e uma voz – a voz do próprio Deus disse: “Esse é meu Filho amado, a Ele vocês devem ouvir”

PLANO DA SALVAÇÃO
 Mary pensava: eu sou pecadora e merecedora de castigo eterno. Mas Jesus morreu sem nunca merecer a morte, para que eu recebesse o perdão dos meuspecados. Oh! Como ela estava agradecida a Jesus pelo seu tão grande amor. Como ela era feliz por ter aceito Jesus como seu Salvador.

CNS – E VOCÊ, JÁ CREU em Cristo como seu Salvador pessoal?
CS – E VOCÊ QUE É SALVO, medita nas grandezas de Deus e é santo?

Continua ...

.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Parte3- A história de Mary Jones

0 comentários

Lição de Incentivo a Missões
Titulo: Por causa de uma Bíblia
Autora: Mary Carter
Leitura: Sl 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.” Classe: Primários e Juniores
Recursos Visuais: Apresentação em powerpoint/Uso de figuras de sites citados neste blog.


Continuação ...


Um sábado Mary se atrasa:
 Papai e mamãe ficam preocupados, ma ela chega radiante, pois recebeu de Deus a confirmação de que teria sua bíblia: ... esteve estudando com Sr. João, Mt 7:7 "pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á".

• O cofre fica pronto – e com 2 moedas. Que lindo som, já me sinto rica!

TRABALHANDO PARA COMPRAR A BÍBLIA

 Saiu para apanhar lenha. Enquanto pegava lenha ouviu um gemido e uma voz queixosa. D. Luíza - uma velhinha que morava próximo. Doente de reumatismo, sofria para apanhar lenha
 Encontra Mary e pede que lhe venda metade do feixe. Mary já ia lhe dar, quando lembrou do cofrinho e aceitou entregar-lhe a lenha por (0,10 centavos). Voltou para casa radiante: “desde que saí estive trabalhando para o cofrinho” .

Num sábado, D. Joana, lhe deu de presente: um galo e uma galinha para cuidar e vender os ovos. Admira seu entusiasmo para juntar o dinheiro da bíblia. Mary fica muito agradecida e feliz.
Volta para casa correndo para contar aos pais sobre o presente. Seus pais ficam comovidos com a generosidade de D. Joana e de como Deus tem abençoado sua Mary.

D. Laura – bonita, mas muito doente e com 2 filhas
• Mary voltava apressada da escola quando viu a filhinha de D. Laura sozinha na estrada, pois fugira pelo portão. Levou-a à sua mãe, que agradeceu muito e pediu se ela não poderia ajudá-la às vezes, pois passa tempos de cama e se preocupa com as crianças. Pede ajuda e promete pagar-lhe (seu marido não é pobre). D. Ana preocupa-se com tantos afazeres, mas não quer decepcionar Mary e concorda que ela ajude a senhora. Quando Mary volta da escola passa em D. Laura e banha as crianças, lava as roupas e passa a ferro, lava a louça e faz pequenos outros serviços – ganhava sempre (0,10 centavos).

• Muitas outras mães pediram ajuda de Mary. Nem todas lhe pagavam (0,10 centavos).
Algumas eram muito pobres e davam-lhe (0,05 centavos). Às tardes, ela passava juntando as crianças da vizinhança. Sentava na grama e contava-lhes histórias da bíblia. Era tanta sua fé e motivação que logo as crianças também amavam a bíblia e seus personagens: o menino dos pães e peixes, a menina que ressuscitou, a bondade de Jesus, seu amor pelo pecador ... Cantava salmos com as crianças – suas vozinhas ecoavam nas montanhas.

 Papai Jacó pede um favor a Mary, para ir a uma cidadezinha próxima (Towyn), comprar linha – ela atende com alegria. Mary não estava longe de casa quando tropeçou em algo pesado: UMA BOLSA. Pensa que quando chegar em casa, papai saberá o que fazer c/ ela. Depois de ½ km vê se aproximar um homem com os olhos fitos no chão, como procurando algo – é o fazendeiro, cunhado de D. Joana. Procurava sua bolsa que perdera há pouco. Mary a devolve – ele feliz e lhe dá (0,50 centavos).

• Aquele ano foi muito alegre. A cada semana moedas eram depositadas no cofre. Seu sonho, apesar de estar longe do valor, estava mais próximo no coração.

Completou 1 ano que Mary juntava o dinheiro ( 11 anos)
• Abriu o cofre, estava pesado, mas continha pouco valor. Mary quis ficar decepcionada, porém, D. Ana e Sr. Jacó a animaram. Ano que vem será melhor. Poderá vender alguns pintinhos e poderá aceitar costuras. Mary reanima-se e lembra a que sua bíblia pode ser como uma montanha: Mateus 17:20 “...se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte:
passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível.”

• Antes de dormir, ora e pede a Deus que lhe dê forças e oriente nos trabalhos a fazer ano que vem, para aumentar as moedas. Agradece comovida e com fé.

No dia seguinte vai à escola – 1ª aula do ano
• O professor João chega cedo e conversa com Mary. Elogia o seu desempenho na escola. Pergunta-lhe se conhece alguém que possa costurar algo para sua esposa – umas cortinas – Mary responde que ela pode! Mary louva a Deus no coração e quase pula de alegria, vendo como Deus respondeu imediatamente sua oração. Conta ao professor da oração respondida. Conta do seu propósito de comprar a bíblia e como tem trabalhado todo esse tempo.
• Almoça na casa do professor e sua esposa D. Elena.

D. Elena – lhe dá costuras (0,50)
• Sai com uma trouxa de costuras: cortinas e colchas para fazer as barras.
• Chega em casa radiante e conta a mãe Ana como Deus respondeu rápido sua oração. O pai Jacó chega e elas lhe contam as novidades.

Vencendo as dificuldades
• Começa o inverno e Mary trabalha nas costuras, em casa, perto do fogo, para aquecer-se.
• Porém, o Sr. Jacó tosse muito e está muito fraco - asma. D. Joana também faz encomendas de costuras a Mary. Continua: apanhar lenha, cuidar das crianças, das galinhas. Também cuida da Horta de batatas sozinha.

O Sr. Jacó muito doente
• Sr. Jacó continuou doente todo o ano seguinte. Mary e D. Ana trabalharam dobrado. As economias não foram para o cofre e sim ajudaram nas despesas da casa. Também os ovos foram para a alimentação e não para venda. Naquele ano as economias foram pouquíssimas. D. Ana trabalhou dobrado no tear, fazendo tecidos. Mary faltou muitas aulas para ajudar a cuidar do papai.

Até que, graças a Deus, o Sr. Jacó se recuperou
• Tudo voltou ao normal. Mary pôde voltar às aulas. E o cofre voltou a receber as economias. Mary persevera em todos os seus trabalhos. Continua orando e confiando em Deus. E sonhando com o dia em que teria sua própria bíblia.

SEIS ANOS DEPOIS...
 Daquele dia em que Mary decidiu, por fé, que trabalharia para conseguir sua própria Bíblia...
Ela contou o dinheiro do cofre e o valor estava completo. Todos ficaram imensamente felizes e abraçaram-se emocionados e com os olhos cheios de lágrimas. Mas... o que fazer agora? Só existia Bíblia em Bala, com o Sr. Tomás Charles, a 40 Km.

Mary estava decidida: devo ir a Bala falar com o Sr. Tomás Charles.
D. Ana: "Mary querida, é perigoso se você for sozinha". Mary: Mas não irei sozinha! Jesus disse: Mateus 28:20 “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.”
Papai Jacó : nós não podemos proibir sua ida depois de tudo que Deus permitiu que você conseguisse todos esse anos... Ele vai protegê-la no seu ir e vir. Eles oraram e entregaram a Deus a vida de Mary. A deixaram ir a Bala.

O CAMINHO
 Saiu bem cedo, descalça, para não gastar os sapatos. Levou só um pequeno lanche para não carregar muito peso. No começo ela sentiu um pouco de medo mas depois olhando para os montes lembrou-se do salmos 121 e ficou segura. Vez ou outra passava por uma casa e algumas pessoas a cumprimentavam. Uma garota se ofereceu para dividir o almoço com Mary, que aceitou agradecida. À tardinha, um velhinho lhe deu um copo de leite. Até que chegou à Cidade de BALA e foi direto para a casa de um pastor conhecido, Pr Eduardo, onde deveria passar a noite.

Depois de contar sobre a viagem e de jantar, foi para o quarto descansar. Só veriam o Sr. Tomás Charles no dia seguinte.

Mary, antes de dormir orou a Deus com fervor: Agradeceu a fé que a sustentou todos aqueles anos. A coragem de trabalhar. O amor pela bíblia. Foi dormir sonhando que no dia seguinte teria sua bíblia nas mãos.

Tão logo clareou o dia o Pr. Eduardo a chamou e eles foram à casa do Pr. Tomás Charles
 O Pr. Eduardo conta que Mary quer comprar uma Bíblia na língua galesa.
 O Sr. Tomás diz que só tem uma ou duas no armário, mas já estão encomendadas.
 Mary senta e cai num choro sentido. Começa a contar tudo que passou nesses últimos seis anos para juntar o dinheiro para comprar a bíblia. Quanto trabalhou sem cessar. E orou e confiou...

O Sr. Tomás, profundamente comovido, foi até a estante, pegou a bíblia e disse:
 Querida menina, outra pessoa ficará sem a bíblia. Porque essa é sua por direito. Você não voltará para casa sem ela.

OH! Sr. Tomás, não sei como agradecê-lo. Despediu-se muito feliz! Mary almoçou na casa do Pr. Eduardo com sua esposa. Mesmo já sendo tarde, resolveu voltar no mesmo dia. Tudo que Mary mais queria era mostrar aos pais sua nova bíblia. E compartilhar com eles aquela alegria.
 Deus tinha cumprido Sua promessa, como sempre faz.

 Já quase a noitinha, teve um pouco de medo e lembrou do socorro que vem do Senhor e ficou tranqüila.
 Papai e mamãe a esperavam na porta e aquela foi a melhor refeição que já tinham feito.
 Depois do jantar, Mary leu a bíblia para eles e oraram com grande júbilo.

 A história da menina Mary Jones ficou conhecida e comoveu a todos quantos a ouviram.
 Pessoas simples, querendo conhecer a Palavra de Deus e não tinham recursos para adquiri-la.

 Foi uma pequenina semente, que cresceu e deu frutos.
 Foram fundadas Associações para a impressão e distribuição de Bíblias para todo o mundo.

Hoje, a Bíblia de Mary Jones está exposta no museu da Sociedade Bíblica Britânica em londres.


Fim.

.

Parte2- A história de Mary Jones

0 comentários
Lição de Incentivo a Missões
Titulo: Por causa de uma Bíblia
Autora: Mary Carter Leitura: Sl 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.”
Classe: Primários e Juniores
Recursos Visuais: Apresentação em powerpoint/Uso de figuras de sites citados neste blog.

Continuação ...

O DIA SEGUINTE ERA A FEIRA DE ABER
• Muitos vizinhos se conheciam e passavam em frente ao portão de Mary, pois era caminho para Aber. Mary cumprimentava a todos com alegria. Gostava de olhar os animais que eram levados para serem vendidos.

D. JOANA PAROU PARA VISITAR O SR. JACÓ

UMA BÍBLIA...
• D. Joana comenta que o visitante ficou impressionado com o entusiasmo de Mary na Igreja.
• D. Ana conta o sonho da menina de ter uma Bíblia, que ela ama. Como seria bom ter uma bíblia! Mas Mary não sabia ler – Já tinha 8 anos. Sr. Jacó e D. Ana também gostariam muito de ter uma Bíblia. Mary poderia aprender a ler e ler a bíblia para eles.

O INCENTIVO• D. Joana anima Mary: Se Deus lhe deu o desejo de conhecê-Lo Ele vai providenciar um meio de você conseguir. Não desanime!

A PROMESSA
• E mais: D. Joana diz que quando ela souber ler, poderá ir à sua casa e ler na bíblia dela – se estiver disposta a andar 3 Km. Mary responde: Obrigada! Obrigada! 3 Km não são nada! "Eu andaria o dobro!".

A ORAÇÃO DE MARY
• Naquela noite ao deitar Mary ora: “Oh, Deus prepare um meio para que eu aprenda a ler e possa conhecer melhor a Bíblia”.

A ORAÇÃO DE UM PASTOR
• Longe dali, há 40 km, na Aldeia de Bali, morava o Rev. Tomás Charles. Ele tinha uma grande preocupação pelas pessoas que não sabiam ler e viviam na ignorância. Passou grande parte da sua vida fundando escolas no interior do país. Naquele momento, orava por um professor, piedoso, correto, para fundar uma escola em Aber. Deus tem cuidado dos que o amam.

A GRANDE NECESSIDADE
• Mary agora já tinha 10 anos – nenhuma escola havia sido aberta. Mas não havia tarefa doméstica que ela não soubesse fazer: lavava, cozinhava, limpava o jardim, a horta, as galinhas..

A JANELA
• Sr. Jacó tinha ido vender seus tecidos em Aber. Já próximo ao papai Jacó chegar de Aber, ela ficava olhando ansiosa na espera, pois não queria que ele se preocupasse por vê-la trabalhando até tarde. O rosto do Sr. Jacó tinha não parecia cansado e tinha uma expressão alegra e estava muito misterioso... Mary pergunta: o que foi? Jacó: "é que vendi todos os tecidos e estou com os bolsos cheios...". Mary: "Ah! Não! O Sr. Sempre vende tudo". D. Ana: "Vamos Jacó conte logo!".
Mary: "É algo a meu respeito?".

A ESCOLA
• Sr. Jacó diz que vão abrir uma escola em Aber – dentro de 3 semanas. Mary pula de alegria – somente 3 semanas e eu vou estudar! Ir à Escola. Aprender a ler. Ler a Bíblia eu mesma. Que alegria! De repente fica preocupada... "Mas... Mamãe, como vocês vão se arranjar sem mim?".
• D. Ana: "Não se preocupe, daremos um jeito". Nada a impediria de ir à escola.
• Sr. Jacó: "Vi o Professor, João Ellis. E também, o Sr. Tomás, de Bala. O Sr. Tomás é um bom homem e já abriu escolas p/ pobres como Nós. Ele tem no rosto uma expressão de bondade que nunca vi em nenhuma outra pessoa".

NO JANTAR
• À noite, depois do jantar, reuniram-se para Mary recitar um trecho de agradecimento e orar.
Filipenses 4:6 “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.”
A ANSIEDADE DE 3 SEMANAS
 E minhas roupas? Remendar, costurar. As 3 semanas para começarem as aulas foram intermináveis. Mary trabalhava e sonhava acordada, sempre lembrando os textos da Bíblia
Sl 126:2 “Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: grandes coisas o senhor tem feito por eles.” Oh! Pai Celeste ajuda-me a aprender!

A ESCOLA
 Enfim, Chegou o grande dia. Na apresentação, gozação: Mary remendo... Mas ela responde com amor e doçura; “Eu mesma fiz aquele remendo”. Divide o lanche com Raquel – o cachorro tinha roubado. Ensina aritmética ao Robertinho. Todos sabiam que ela era diferente e não tinham inveja – só amor.

EBD
 Um dia, no final da classe, o professor avisou que começaria uma Classe Bíblica aos domingos, precisariam autorização dos pais. Mary ficou jubilosa: Uma aula só de Bíblia. Mal pôde esperar até Domingo!

A TRISTEZA DO DIÁCONO
• Na EBD, Mary Ficou numa sala avançada, pois conhecia muitos textos e tinha compreensão.
Conhecia o Cap. 1° de Mateus – Conhecia o 2° nos cultos de Natal. Não tinham nenhuma bíblia na EBD, para os alunos estudarem. Não havia bíblia em número suficiente e eram muito caras
Talvez, se os Cristãos que possuíssem mais recursos se unissem e mandassem publicar algumas bíblias na língua galesa...

A FAMÍLIA VAI AO CULTO À NOITE
 À noite, a família Jones vai ao culto e no final Mary fala com D. Joana, sobre a promessa de emprestar-lhe a Bíblia para ler. Fica combinado Sábado à tarde.

SÁBADO – TRÊS KM PARA LER UMA BÍBLIA Enquanto caminha para casa de D. Joana, Mary pensa no texto de Domingo: Josué 21:45 “nenhuma promessa falhou de todas as boas palavras que o senhor falara à casa de Israel; tudo se cumpriu.”

A FAZENDA A fazenda era próspera e grandiosa, mas seus donos eram crentes sinceros e humildes: Sr. João, D. Joana, uma mocinha e dois garotos. Na chegada o Sr. João a recebe e mostra-lhe a fazenda e os animais. Mary olha tudo educada e interessada.

A CASA DE D. JOANA
 D. Joana estava na cozinha fazendo bolo. Quando entram em casa conversa um pouco com os garotos e lhes conta sobre a escola – eles estudam em uma escola particular.

O LANCHE
 Lancha com todos e se sente bem, mesmo sendo pobre no meio de pessoas ricas – passam momentos agradáveis. Depois do Lanche D. Joana lhe entrega a bíblia. E pede para que Mary cuide ao virar as páginas.


PELA PRIMEIRA VEZ SOZINHA COM A BÍBLIA
• Passa a mão na capa linda de couro marrom com letras douradas. Faz anotações – descobre os livros do antigo e novo testamento.

PRECISO POSSUIR MINHA PRÓPRIA BÍBLIA!
 Isso lhe deu uma frustração e uma necessidade imperiosa: "TRABALHAREI E ECONOMIZAREI, mesmo que seja por 10 anos! COMPRAREI uma bíblia para mim!"
NA VOLTA
• Pensa como passou rápido o tempo e que gastou 1 h entre a ida e volta, se tivesse sua bíblia, gastaria esse tempo lendo. Pensava em como realizar o seu desejo e nos meios que teria de aplicar para trabalhar e ganhar dinheiro.

UMA COLMÉIA DE ABELHAS
• No caminho pensava... Posso ter um enxame de abelhas e vender o mel...
COMUNICOU AOS PAIS, ao chegar em casa: "Papai, mamãe, estou resolvida! Vou trabalhar, como puder, ganhar dinheiro e guardar, para comprar minha própria Bíblia!!! Então poderei ler em nosso culto doméstico todas as noites".

O COFRE
 E pediu ao pai: "Pai, o Sr. pode fazer um caixinha com abertura? Um cofre? Então eu guardarei todas as minhas economias que conseguir".

A COLMÉIA
• "Pai, posso ter uma colméia de abelhas? Sr. Jacó: Sim, querida! Farei uma caixa para você e o Sr. Davi nos dará o enxame. D. Ana: Mary, você já sabe costurar bem e eu vou ajuda-la no que for preciso".

AS PROMESSAS DE DEUS Vamos lembrar as promessas de Deus? Aquelas feitas aos que procuram diligentemente e oram com fervor para obter coisas que lhe agradam...
SR. JACÓ diz: Aprendi quando menino: Isaías 54:10 "porque os montes se retirarão, e os outeiros serão removidos; mas a minha misericórdia não se apartará de ti, e a aliança da minha paz não será removida, diz o senhor, que se compadece de ti".
D. ANA diz: que Mary pode fazer seus planos e nutrir esperança, Deus diz: Hebreus 10:23 "guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel".
MARY CRÊ QUE DEUS ESTÁ COM ELES COMO NOS TEMPOS BÍBLICOS:João 14:18 "não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros".
• Mateus 28:20 "ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. e eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século".
• João 16:23 "naquele dia, nada me perguntareis. em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes alguma coisa ao pai, ele vo-la concederá em meu nome".


MARY CONTINUOU:
 Estudando todos os dias na escola. Indo à EBD aos Domingos. Aos sábados na casa da D. Joana para ler a Bíblia. Fazendo suas tarefas da escola. Fazendo os serviços domésticos da casa.

Continua ...

.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Parte2 - Arrebatamento

0 comentários
Tema: Arrebatamento
Título: O Encontro com o Senhor
Texto: Jo 14:2-3
Turma: Juniores
Visuais: Betty Lukens/littlefolkvisuals

Continuação ...



















 Cristo virá nas nuvens com os seus anjos,
 Os crentes que já tinham morrido virão com Cristo,



















 E nós, os que estivermos vivos naquele dia, seremos ARREBATADOS...
E encontraremos com o Senhor nos ares.

 Ninguém aqui na terra verá nada... nada...

 Os crentes sumirão num piscar de olhos...

 Muitos, de todas as partes do mundo...



















E talvez aqueles familiares que ouviram a palavra de Deus e não creram, como aquela filha...

Ao chegar em casa, não encontrará ninguém...
 A casa vazia, os brinquedos da irmãzinha no chão, a bola...
 As Bíblias caídas no sofá, no chão,
 Talvez uma panela no fogão...

Quem sabe eles não estão no vizinho... Mas as horas passam e ela lembra do dia em que ouviu a mensagem que o Pastor pregou sobre o arrebatamento. QUE JESUS VIRIA!



















Coisas que considerava importantes ela viu que não eram nada! Jesus veio e ela ficou para trás.

A saia curta, o salto alto, a moda da apresentadora, etc, as amizades, os ídolos da TV, as meninas Super-poderosas, os Power-Rangers, a maquiagem, as barby’s...

Nada mais tinha valor... Ela estava SÓ!!!



















O Arrebatamento é uma promessa de Deus.
Ainda hoje Cristo chama a todos que ouvem a mensagem ensinada na Bíblia para vir até Ele e pela fé receberem o PRESENTE DA SALVAÇÃO - Jo 1.12 "mas, a todos quantos o receberam..."



















Criança Salva:Desafio a ter uma vida de santidade e dedicação, falando de Jesus para todos os perdidos.

Criança Não Salva:
Você quer aceitar o presente da salvação? A bíblia diz que hoje é dia oportuno:

2 Coríntios 6:2
"eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação"
AMÉM!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Parte1 - Arrebatamento

0 comentários
Tema: Arrebatamento
Título: O Encontro com o Senhor
Texto: Jo 14:2-3
Turma: Juniores
Visuais: Betty Lukens/littlefolkvisuals

Introdução

Explicar o que é promessa.
1. Gera expectativa
2. Se há condições, procuramos satisfazê-las.

Jesus nos fez uma promessa!!!
Ler na bíblia Jo 14:2-3



















I. A PROMESSA DE JESUS

Jesus estava com os apóstolos e lhes ensinou muitas coisas e lhes fez esta promessa.

A Bíblia nos diz que DEUS AMOU aos homens com um amor eterno (Jr 31.3) e por isso Ele os chama através da Sua Palavra e é muito importante para todos ouvi-la com atenção.

Eles creram e gastaram suas vidas para propagar esta mensagem, que foi escrita na Bíblia e hoje nós podemos lê-la.

É para nós que cremos.



















Há muitas moradas.... Como será no céu?
A bíblia nos diz em Ap 21 e 22:
 A cidade é toda de ouro, as portas são de pérola. Tem um rio de água cristalina e pura e tem a Árvore da Vida.
 Não haverá sol, lua ou estrelas,nem velas ou lanternas para iluminar porque Deus a iluminará com a Sua Luz.
 Também não haverá mais pranto nem dor, nem doença, nem mal algum.

 E o mais importante: no céu não haverá PECADO! O que é pecado? Mentir, colar, roubar, etc.



















O CAMINHO PARA O CÉU

1. O pecado separa o homem de Deus.
(Rm 3:23 – Todos pecaram ...)
A Bíblia diz que TODOS OS HOMENS SÃO PECADORES e separados de Deus – Muitas vezes o homem não quer ouvir a Deus por causa do seu pecado e merecem castigo e punição
(Ez 18:4 – A alma que pecar essa morrerá...”)

2. O sangue de Cristo nos justifica
O homem por si só jamais poderia aproximar-se de Deus com as suas obras- ir à Igreja, ser bonzinho, etc.
Mas Deus teve misericórdia e deu o Seu FILHO PERFEITO, que não conheceu pecado, para receber o castigo por todo aquele que crê. (1Co 5.21 – Aquele que não conheceu pecado ...)

A bíblia nos conta a maravilhosa
história de JESUS CRISTO QUE MORREU para pagar o pecado do pecador que crê e que RESSUSCITOU para lhe dar vida eterna (1 Co 15:3-4)

3. Todos quantos crêem tem esperança e uma vida de dedicação

Já faz muito tempo que Jesus fez aquela promessa e em todas as épocas e lugares, homens, mulheres, meninos, meninas, idosos, ricos, pobres, creram e aguardaram a vinda de Cristo para
buscá-los, conforme Ele prometeu.

Freqüentaram igrejas, leram a Bíblia, ouviram o pastor, as irmãs ... e esperaram.


















Muitas famílias servem a Deus com alegria e vivem suas vidas da forma que Jesus manda na Bíblia, em santidade:
 Não fazendo o mal a ninguém,
 Não mentindo, fofocando, colando,
 Não sendo desonesto, nem imoral,
 Não desobedecendo os pais e professores,
 Respeitando os mais velhos
Enfim, sabendo que Jesus é Deus e que tudo sabe e tudo vê, em todos os lugares.

Mas infelizmente, nem todos da família crêem.
Talvez uma filha ache que aquilo tudo é muito sem graça e chato... Ela prefere os amigos ...
Ser crente é vergonhoso...
É melhor usar saia curta, salto alto, cabelo da moda, maquiagem, ou, um rapaz prefere a companhia de amigos da turma...



















Sai de casa e deixa a família estudando a Bíblia e falando das coisas de Deus.

Muitas famílias estão ainda hoje aguardando a vinda de Cristo para buscar os salvos.

Estudam a Bíblia não só na Igreja , mas também em casa. Pais que contam aos filhos como será a vinda de Cristo:



















Está em 1 Ts 4:13-18:
 O Senhor dará a palavra de ordem,
 O arcanjo soará a trombeta ...

Continua ...