BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O Combate Cristão

luta carne e espírito
Clique AQUI















Texto: Ef 6:11-18                                                                                           
Tema: O Combate Cristão          
Ensino: Quais são as armas para o combate da vida cristã?

Introdução
                Todos costumam vestir-se adequadamente conforme a ocasião: Atletas para competição, para visitas especiais (neve, praia, montanhismo), roupas apropriadas para cada tipo de festa  etc.
A Bíblia nos alerta sobre um Combate e diz que devemos estar vestidos com vestes apropriadas.

 I.  O Inimigo

    No texto lido (Ef 6:11-18), a Bíblia nos diz que nossa batalha é contra Satanás e seu Reino (vs.12). 
·         O Reino
Satanás é inimigo de Deus e de nossas almas.  Ele reina sobre o mundo incrédulo. Ele é o deus deste século (2Co4:4), o príncipe do mundo (Jo12.31).

·         A Fronteira
A Morte é o limite. Dela o homem natural não escapa.
Hb 2.15 – “...  todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida.”
Rm  5:21 – “...   o pecado reinou pela morte, ...”

 

II.   Seu exército

·         SÚDITOS 
Seus súditos são os seres espirituais, invisíveis, anjos caídos, espíritos malígnos. São incontáveis.
Apocalipse 12:9     E foi expulso Satanás, o sedutor de  todo o mundo,  e, com ele, os  seus anjos.
2 Coríntios 11:15   Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de   justiça; e o fim deles será conforme as suas obras.
 Marcos 5:9   Qual é o teu nome? Respondeu ele: Legião (+ 6.000 homens) é o meu nome, porque somos muitos.

·         ESCRAVOS
É a humanidade decaída.
Mateus 16:23   Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço,  porque não  cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens.
      1 Timóteo 4:1   Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por  obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios,
                     1 João 5:19      Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.

III.  A  Estratégia


·         Mesmo nas guerras há alguma honestidade quanto aos critérios a serem observados: o campo de batalha e delimitação do tipo de armas que serão usadas.   Por exemplo, há um consenso que a bomba atômica e as armas químicas não devem ser utilizadas nos conflitos entre as nações, devido ao seu alto poder de destruição das populações civis. Já os tanques, canhões, mísseis, metralhadoras, amplamente admitidos, vão depender do poder aquisitivo de cada lado envolvido.
               
·         Já na batalha contra satanás, nenhum critério deve ser esperado, pois seus métodos e estratégias são as ciladas. Seus ataques são traiçoeiros, virão através de tramas e ma­quinações e suas armas sempre serão o engano, a sedução, a armadilha!

IV.  Nossas fraquezas
Serão nossos próprios desejos. Todas aquelas paixões arraigados à velha natureza que buscam satisfação.
·         Concupiscência da carne (Gálatas 5:19-21)
Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia (sensualidade), idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias (disputa, teima), ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas.
Este versículo por si só caberia um estudo completo. Não o faremos agora, mas se lermos cada uma das palavras veremos que são um retrato de nossos dias.
               
·         Concupiscência dos olhos ( Mateus 4:8-9)
Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.
É através dos olhos que satanás tem ganho o maior número de batalhas. O cinema, vídeos e, principalmente a TV,  tem prostrado muitos lutadores – ao prometer-lhes o mundo e sua honra.

Você liga a TV e só tem gente bonita (então nos transformamos no 2⁰ país que mais faz plásticas estéticas do mundo), corpos bem feitos (lotamos as academias para adquirirmos os “corpos sarados”), oferecem-nos uma cozinha pré-moldada com fogão de seis bocas e dois fornos e compramos, apesar de sermos só três pessoas em casa (U$ 20.000,00, mas, está na moda...).

Da mesma forma as propagandas convencem o mundo de que o carro mais bonito é o que foi lançado no último verão (mesmo que seja verde abacate estragado), que o celular lançado no último semestre está ultrapassado, que as crianças devem se vestir de adulto (as meninas com saltos altos e pinturas no rosto e unhas)... está na MODA!
Todos trabalham para ganhar o mundo e a glória dele.

·         Soberba da vida (Gênesis 3:6)
Vendo a mulher que a árvore era...   Desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu.
Com o pecado veio  a arrogância, a presunção de termos em nós mesmos entendimento. O homem quer fazer sua própria verdade. Assim, desprezando o que Deus diz, recorre à religião, filosofia, psicologia para estabelecer padrões para sua vida.

Já não é a Bíblia que diz o que é certo ou errado. O argumento de que ela foi feita para um outro tempo, ignora que Deus diz em Mt 5:18  Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só til, até que tudo seja cumprido”.
               
                A Psicologia dita o último modelo para a educação dos filhos. O movimento de libertação feminista – mulheres Pastoras, exercendo cargos de direção nas Igrejas, casamento entre homossexuais...  Enfim, tudo cabe dentro da soberba humana.
               

Tendo um inimigo tão poderoso e apresentando tantos pontos frágeis, como poderemos vencer a Batalha?


V.                  A  Armadura

Ficar Firmes (vv.11)  –  A  palavra pode ser usada em sentido militar indicando assumir um posto de vigia ou também pode significar ficar e sustentar-se numa po­sição crítica durante a batalha

 Tomai Toda (vv.13)  –   O verbo está no IMPERATIVO – demanda uma ação imediata.
 A palavra era usada como um termo técnico militar descrevendo a preparação final necessária antes do inicio da batalha, com o propósito de resistir, ficar firme contra/cumprir, realizar. Embora a palavra possa significar “chegar à vitó­ria,” aqui significa “ter feito tudo o necessário,” e tudo o que a crise exige, a fim de rechaçar o inimigo e manter a posição.

·         Cingindo-vos com a VERDADE (vv.14)
CINTO ou cinturão.  Os soldados ro­manos usavam de um a três cintos para prender a espada e para proteger a região abdominal do corpo: Segurança e Proteção.
Jo 14:6  Jesus é a Verdade
                8:44   Satanás homicida e mentiroso
 A verdade é o discernimento no sentido Moral, Ético e Religioso segundo a bíblia, segundo as santas Escrituras. Que nos dizem como devemos pensar, sentir, agir e amar, cumprindo a justiça de Deus.    

·         Vestindo-vos da COURAÇA DA JUSTIÇA (vv.14) 
A palavra denomina uma peça da armadura que pode indicar qualquer coisa que, a qualquer tempo, protegesse o corpo entre os ombros e os lombos. O soldado romano mediano usava uma peça de metal, mas aqueles que podiam pagar usavam a melhor disponível.

2 Co 5:21     Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós.. nele, fôssemos feitos justiça de Deus.
1 João 2:1    .... vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;  

A justiça de Deus é para nós um escudo contra o mal de toda espécie. Se tivermos dúvida de como agir em determinada situação, se algo está certo ou errado, ou ainda, se estamos fazendo a vontade de Deus, basta-nos saber que estamos vestidos da justiça de Deus. E como seria isso na prática?

Deus lançou nossos pecados sobre Cristo e nos cobriu com a Sua justiça. Cristo viveu uma vida reta, sem pecado. Ao nos depararmos com as tentações de toda a espécie, devemos honrar nosso Salvador pensando: como agiria Cristo nessa situação? Assim estaremos protegidos.

·         Calçai os pés com a preparação do EVANGELHO DA PAZ (vv.15) 
Pode se referir à caliga: um forte e pesado sapato usado pelos soldados romanos, ou ao calceus um sapato menos grosseiro que era usado pelos oficiais.   

Significa preparação, prontidão. A palavra pode, porém, neste contexto, ter o significado de “firmemente” e expressar solidez, firmeza, fun­damento sólido.

2 Co 5:18    Nos reconciliou... e nos deu o ministério ...
Rm 8:35-39  Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação,  angústia,  perseguição,  fome, nudez,  perigo,  espada? Porque eu estou bem certo de que nem a  morte, a vida,  os anjos, os principados, as coisas do presente,  do porvir, os poderes, a altura,  a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. 

Em todas as circunstâncias de nossa vida, seja ela qual for, não nos desviaremos de nosso objetivo que é testificar D`Aquele que nos redimiu.

Interessante é que existem muitos crentes que acham que só é missionário quem vai para terras longínquas, esquecendo-se que Jesus disse que seríamos testemunhas primeiro em nossas casas, vizinhança, cidade (nossa Jesuralém), depois... “em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra”. (AT 1:8).

·         Embraçando sempre o ESCUDO DA FÉ (vv.16) 
ESCUDO. Refere-se ao escudo grande retangular, não ao pequeno escudo redondo e convexo. A referência é ao scutum dos soldados romanos que tinha uma estrutura metálica e, às vezes, uma massa de metal no centro. Frequentemente as várias camadas de couro eram ensopa­das e socadas na água antes da batalha, a fim de apagar os dardos ou flechas incendiários do inimigo – a flechas eram acesas e enviadas.

2 Co 10:4  Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando sofismas. 

Muitas são as aflições do justo, mas nosso Senhor prometeu livrar-nos. Mas muitas vezes Ele não evita que passemos por problemas, ao contrário, permite que atravessemos as dificuldades para ficarmos mais fortes e experientes. (Sl 34:19; Rm 5:3-4).

Todavia, um evangelho barato está sendo vendido aos incautos, dizendo que o crente não deve aceitar as tribulações, doenças ou qualquer dificuldade, no nome de Jesus. Que Jesus? Seria o mesmo Jesus do apóstolo  Paulo que sofria um espinho na carne (2Co 2:17)? Ou de Timóteo e suas frequentes enfermidades (1Tm 5:23)?

Ou deveríamos citar os irmãos conhecidos como heróis da fé de Hb 11? “... escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram forças... uns foram torturados... e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões... Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra.

Mas há algo que deveríamos considerar seriamente. Talvez muitos crentes, na batalha contra satanás,  consigam escapar incólumes às tribulações, durante as quais apegam-se ao Senhor. Mas outro perigo tem se tornado um inimigo a ser considerado nos dias atuais. Lembremo-nos da Parábola do Semeador, muitos sucumbem a fascinação das riquezas e aos deleites do mundo.

Moisés, é citado como exemplo de fé porque abriu mão das ilusões que a idolatria, o pecado e as riquezas lhe davam e preferiu sofrer com o povo de Deus... Isso mesmo! Sofrer! E isso pela fé (Hb 11:24-26).

·         Tomai o CAPACETE DA SALVAÇÃO (vv.17) 
CAPACETE  uma proteção ao redor da cabeça, elmo.  O sol­dado romano usava um elmo de bronze, equipado com protetores para o ros­to. O elmo era um item decorativo e caro, que tinha por dentro uma camada de feltro ou esponja que tornava suportável carregá-lo.

Diz respeito a Testemunho e Beleza. Está num lugar de autoridade e destaque. Protege a Mente, ouvidos e olhos. E quanto ao nosso testemunho, parecemos com Cristo?


Rm 12:2  E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

·         E a ESPADA DO ESPÍRITO, que é a Palavra de Deus (vv.17)
Tomar, receber. Indica a pequena espada re­ta usada pelo soldado romano. Instrumento de ataque e defesa.
UNIDA AO CINTO – MANEJAR A VERDADE. Você só vai usar a espada se reconhecer que ela é a verdade.

Hb 4:12-13   Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e ... , e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.   E não há criatura que não seja manifesta na sua presença.

Tomemos dois exemplos e tiremos as nossas conclusões:
Eva (Gn.3). Ao ser abordada por satanás dialogou com ele. Ouviu, considerou, argumentou, cedeu... caiu.
Jesus (Mt 4). Ao ser tentado, somente teve uma resposta: ESTÁ ESCRITO!

Nós devemos considerar que nosso inimigo é poderosíssimo e astuto. Jamais o venceremos com argumentos pessoais. Ele ri de nossos esforços. Mas podemos nos proteger contra ele se conhecermos as Escrituras e soubermos usá-las no momento adequado, rebatendo os enganos e sutilezas que ele lança, buscando fazer a vontade de Deus.

 CONCLUSÃO
Sempre devemos ter em mente uma coisa: Satanás não é responsável pelo nosso pecado: ele nos tenta!
Tiago 1:14-15   Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver  concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.

Toda a Armadura nos é dada  por Deus.  Cabe a nós usá-la.

ORANDO E VIGIANDO - Presente Contínuo (vv.18)
VIGIAR: Ficar acordado, ficar sem dormir, sofrer de insônia, ficar de guarda, ser vigilante. Perseverança, constância.
·        O  verbo era usado  no sentido de espe­rar, esperar  ou permanecer diligentemente  no trabalho.
·         É  o recurso que você utiliza pedindo a Deus para saber usar cada uma dessas peças.

1 João 5:18-19  Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o maligno não lhe toca.   Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.
 1 João 5:4  Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.