BEM-VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (Ef 4:14).

ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 5 de março de 2018

O Fruto do Espírito - ALEGRIA

Para baixar a apresentação Clique AQUI










5.    O Fruto do Espírito é Alegria   

Conceito secular:

É o sentimento de contentamento ou de prazer excessivo. Circunstância ou situação feliz (é uma alegria tê-los em casa). Aquilo que causa contentamento ou prazer (seu projeto foi uma grande alegria para ele). Ação de se divertir, divertimento.

Conceito Teológico: 

O termo original grego significa Chara (estar alegre, regozijar-se, prazer calmo).

a)     Alegria segundo o mundo

Significa bom êxito, bem-estar, prosperidade. É circunstancial (temporária) provêm do ambiente, é externa. Depende da conduta de outras pessoas, da seqüência de eventos da vida, até das mudanças do clima.
Muito do que o mundo incrédulo chama de alegria dá a medida exata da sua desesperança. Somente Deus pode revelar a diferença entre os dois conceitos. Vejamos alguns exemplos:

Alegria do Mundo
O que Deus diz
Riquezas
Rico LoucoDeus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado para quem será? (Lc 12:20)
Boa Saúde
Apóstolo PauloE, para que me não exaltasse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de me não exaltar. (2 Co 12:7)
Sucesso profissional e financeiro
ZaqueuE eis que havia ali um varão chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico... E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. (Lc 19:2-9)
Beleza física
Enganosa Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.  (Pv 31:30)
O Pecado/                          ”o proibido”
Morte As águas roubadas são doces, e o pão comido às ocultas é suave. Mas não sabem que ali estão os mortos, que os seus convidados estão nas profundezas do inferno. (Pv 9:17-18)


b)    Alegria segundo a Bíblia

·       Inicia-se em Deus

Deus é o autor e doador da alegria, pois é através do conhecimento D’Ele e de Jesus Cristo que recebemos toda a sorte de bênçãos espirituais, bem como de Suas maravilhosas promessas, para que por estas, nos tornemos participantes da natureza divina. (2 Pe 1:3).
Deus produziu em nossos corações a esperança de um dia estarmos com Ele em plena alegria (Jo 16:20;22).

Em verdade, em verdade eu vos digo que chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.

Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas eu vos tornarei a ver, e alegrar-se-á o vosso coração, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará.

·       É resultado da salvação

Dentro da história de nossas vidas iniciou-se na salvação, e é resultado da fé em Cristo como Salvador. Temos vários exemplos na Bíblia da alegria que enchia os corações dos santos.
Em tempos de paz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração.” (Atos 2:46).

Ou quando rejeitados: “Os discípulos, porém, transbordavam de alegria e do Espírito Santo.” (Atos 13:52).

·       Volta-se para Deus

A alegria dos salvos é direcionada para Deus, de onde nos vem a confiança, o consolo, a esperança.

Tito 2.13 “... aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus...”

·       Não está baseado no circunstancial

A alegria não se baseia em elementos externos ao homem. O apóstolo Pedro nos diz que os crentes devem ser alegres apesar das provações no tempo presente pelo amor de Cristo e na medida que somos co-participantes dos sofrimentos de Cristo (1 Pe 1:6, 8; 4:13).

Hebreus 12:2 “... olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus”


CONTINUA...