BEM-VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (Ef 4:14).

ARQUIVOS DO BLOG

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O Fruto do Espírito - AMOR - Parte 2

Para baixar a Apresentação Clique AQUI

4.    O FRUTO DO ESPÍRITO É: ... AMOR ...

Conceito secular: 

O termo amor significa tanto uma forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consanguinidade ou de relações sociais, como também uma atração baseada no desejo sexual.
Na prática, o que se tem chamado de amor é um conjunto de situações e práticas tão bizarras quanto contrárias a  Deus.

Conceito Teológico: 

No idioma original é o amor Agape e identifica o amor de Deus 1 Jo 4:8-10. Um amor sacrificial, que enviou o Seu Filho para morrer por pecadores.
É o alicerce da vida cristã e excede todo o entendimento, pois o amor vem de Deus e é derramado no coração do crente pelo Espírito Santo (Ef 3:17;19).
Rm 5:5 porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.
Mas tenhamos cuidado! Deus nos faz uma advertëncia! Quanto aos últimos tempo.
Mt 24:12 E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.

Sabemos como e quem pode dar frutos. A próxima pergunta é: “Como” será esse fruto?

De uma forma mais prática, o amor foi descrito em 1 Co 13. Façamos, pois, um paralelo entre esse texto e as virtudes do Fruto do Espírito.

COMPARAÇÃO DO FRUTO DO ESPÍRITO COM O AMOR.

FRUTO DO ESPÍRITO
Gl 5:22-25
AMOR
1 Co 13
1 Co 13
versículos
Amor
·       Não procura s seus interesses (não é egoísta)
·       Jamais acaba (não vai falhar)
v. 5, 8
Alegria
·       Não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade
v. 6
Paz
·       Não se exaspera (não se irrita, fica nervoso ou promove a ira, não suspeita mal)
v. 5
Longanimidade
·       É paciente (mesmo sofrendo, segura seus sentimentos por muito tempo, até que passe a raiva)
·       Tudo espera (é paciente e aguarda com alegria e firmeza)
v. 4, 7
Benignidade
·       É benigno (agradável, gentil,presta serviço a outras pessoas de modo gracioso e bem disposto)
·       Não arde em ciúmes (não ferve com inveja)
v. 4
Bondade
·       Tudo sofre (aguenta com paciência as dificuldades ou provações)
·       Não se ressente do mal (não registra o mal, não estoca ressentimentos, não gera malicia)
v. 7, 5
Fidelidade
·       Tudo crê (é firme e constante sua fé)
v. 7
Mansidão
·       Não se ufana (alguém que fala ou age de forma presunçosa, orgulhosa, gabando-se)
·       Não se ensoberbece (inchar-se, sentir-se melhor e maior que os outros, com vaidade)
v. 4
Domínio próprio
·       Não se conduz inconvenientemente (comportar-se de maneira vergonhosa, indecente, grosseira. É respeitoso, não faz nada que possa envergonhar a pessoa amada)
·       Tudo suporta (cobre, como que protegido por um teto, com paciência)
v. 5, 7

4.1.    MARIA – Ela fez o que pôde

 

 (Mt 26:6-13; Mc 14: 3-9; Jo 12: 1-9)

Seis dias antes da Páscoa, foi Jesus para Betânia, (...) Deram-lhe, pois, ali, uma ceia; (...)

a)     Maria não pensou em si mesma - deu tudo o que tinha.

Então, Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ... (preciosíssimo perfume) ... ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos (Jo 12:3).

O perfume era algo muito caro para Maria possuir e talvez ela o guardasse para as suas núpcias ou o seu próprio sepultamento. Mas, por amor, ela derramou o seu coração junto com o bálsamo aos pés de Jesus.

Isto me fez lembrar uma outra cena, onde Jesus mostra o contraste entre uma mulher pecadora salva e um religioso perdido: “a quem muito se perdoou muito amou...” (Lc 7:47).

E nós, o que estamos dando para O Senhor? O que temos de melhor, ou o que nos sobra? E quando fazemos algo para Deus, o fazemos conforme nossas forças? Fazemos sempre “o que podemos”?

b)    O exercício do amor gerará dificuldades

Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, o que estava para traí-lo, disse: Por que não se vendeu este perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres? (Jo 12:4)

Foi criticada – que desperdício... Muitas vezes somos criticadas ou até mesmo criticamos as atitudes de pessoas porque não concordamos ou não entendemos – fazemos isso com amor? Olhamos com amor? As nossas ações devem ser feitas todas olhando para Cristo, querendo agradá-lo.

Jesus mostra o contraste entre o que crê e o perdido. O que crê faz com a mão direita e a esquerda não vê - e Seu Pai do céu o recompensará. O perdido faz para ser visto dos homens - e esta é a sua recompensa.

Diariamente vidas são entregues à obra de Deus. Que... DESPERDÍCIO... ou... que AMOR?

c)     Deus é quem recompensa o amor

Mas Jesus disse: Deixai-a; por que a molestais? Ela praticou boa ação para comigo. Porque os pobres, sempre os tendes convosco e, quando quiserdes, podeis fazer-lhes bem, mas a mim nem sempre me tendes. (Mc 14:6-7)

Jesus entendeu e a recompensou.

As obras de caridade devem fazer parte da vida do salvo, mas não devem fazê-las esperando glória dos homens ou mérito perante “um ser superior” – como fazem os incrédulos. Nós temos uma obra de caridade a fazer deixada pelo Senhor:  “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16:15).

d)    Você cumprirá a vontade de Deus, praticando o amor

Ela fez o que pôde. Antecipou-se a ungir-me para a sepultura (Mc 14:8).

Os motivos de Maria eram puros.  Faltavam seis dias para Jesus ser morto e sepultado e Deus tocou o coração daquela mulher simples... Antecipou-se a ungi-Lo para a sepultura. 

Se você está na vontade de Deus, mesmo que aos olhos humanos não seja reconhecida, Ele lhe dará a paz e a alegria de O estar servindo.

e)     O amor não se acaba

Em verdade vos digo: onde for pregado em todo o mundo o evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua (Mc 14:9).

Em memória de Maria. Muitos homens e mulheres viveram antes de nós e o que Jesus disse sobre Maria é como se tivesse dito ao mesmo acerca deles: Os heróis da fé de Hb 11 (esposa e noras de Noé, Sara, Joquebede, mãe de Moisés, Ana, mãe de Samuel. E muitas outras mulheres notáveis, que veremos neste estudo.

Será que nós seremos lembradas por alguém como uma crente sincera?

f)      Os resultados do amor não se consegue esconder

E encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo. Podemos sentir a fragrância daquele perfume, ainda hoje.

Como é bom sentir aquele aroma... quase o posso sentir agora... Nas vidas de Amy Carmaical, das esposas de grandes missionários como David Linvigstone, Adoniram Judson e tantos outros incontáveis.

Nos missionários que estão nas tribos, nos europeus que deram suas vidas na África, na selva amazônica, nos caboclos que estão indo pregar o evangelho na Europa, na Índia, no Oriente.

Há uma forma de podermos exalar este perfume: estando com Jesus e Sua palavra: “Somos para com Deus o bom perfume de Cristo” (2 Co 2:14).

Maria tinha estado aos pés de Jesus enquanto Marta se preocupava com tantos afazeres... ela escolheu a melhor parte e isto não lhe foi tirado.

 Amém.