BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

terça-feira, 2 de março de 2010

Parte3. Recursos Visuais

Continuação do Estudo sobre o uso de RECURSOS VISUAIS NO ENSINO BÍBLICO.

3. PRIMÁRIOS (6-8 anos)

3.1. CARACTERÍSTICAS

Físicas
 Continuam se desenvolvendo rapidamente, mas já demonstram maior controle de seus músculos para jogos/brincadeiras e capacidade manual para pequenas tarefas e trabalhos artísticos.
 São muito ativas, barulhentas e irrequietas, sendo difícil mantê-las sentadas por longos períodos.
 É sempre conveniente que as aulas sejam planejadas de modo que haja uma opção de cânticos com gestos, ou memorização de versículos com quebra-cabeça, ou pós-aula com alguma brincadeira onde elas possam expressar-se fisicamente.
Porém, as brincadeiras ou atividades físicas serão bem vindas e necessárias desde que praticadas como método de ensino e não como passa-tempo somente.

Mentais
 A Lição Bíblica pode prender sua atenção por um período maior agora, de 8 a 20 minutos, – a lição passa a ser o clímax da aula, mas as outras atividades também são fundamentais.
 Têm boa memória e muitas já sabem ler e escrever.
 Ainda não conseguem estabelecer totalmente a distinção entre o real e o imaginário – o uso de recursos visuais vai facilitar sua compreensão.
 O ensino de novos conceitos deve sempre partir do conhecido para o desconhecido, do simples para o mais complexo.
 Devem ser incentivadas a leituras bíblicas diversas: revistinhas, estórias missionárias, passa-tempos, etc.


Sociais O contato com o mundo exterior é crescente.
 As melhores partes da casa são as janelas e a porta da rua.
 O que mais gostam de fazer é brincar com outras crianças da mesma idade – correr, jogar bola.
 São amáveis com o sexo oposto.
 Apesar de gostarem de brincar em grupo, ainda não desenvolveram o sentido de equipe, e preferem atividades individuais.


Emocionais São voluntariosas e gostam de chamar atenção para si.
 Resistem às ordens, mas obedecem a sugestões amáveis.
 Quando for necessário repreendê-la, faça-o na hora, pois esquecem rapidamente os fatos.
 Gostam de ser tratadas com carinho e mansidão – nada de ironia ou apelidos.
 Precisam sentir-se seguras para ficarem felizes.
 Costumam sentir grande afeição pela professora e até ter crises de ciúmes, que precisam ser administradas.


EspirituaisPrecisam de salvação e nesta idade costumam aceitar a Jesus como seu Senhor.
 Já distinguem claramente entre o certo e o errado.
 Sentem desejo sincero de ser bons, mas não conseguem – é comum se arrependerem verdadeiramente quando desobedecem, mas logo a seguir cometem o mesmo erro...
 Têm curiosidade sobre assuntos como morte, céu e inferno.
 As histórias de heróis e aventuras serão suas prediletas – e devem ser contadas com emoção e suspense: “então... de repente... quando menos se espera...”.
 Nesta idade, é imprescindível terem sua própria bíblia, em texto.


Estão aptos a aprender:
 Que Deus é santo e separado do pecador.
 Que Cristo morreu pela criança que crê.
 Que Cristo é o único meio de salvar o Pecador.
 Que o crescimento espiritual vem pela leitura da Bíblia e pela oração





3.2. SUGESTÃO DE RECURSOS VISUAIS

Decoração da SalaA sala deve ter identidade com as crianças – ser a “cara delas”.
 Cartazes com seus nomes ou fotos para aniversários, premiações, etc.
 Figuras de crianças em oração, lendo a Palavra e falando umas às outras.
 Crianças com roupas típicas de diversos países, afixadas sobre um mapa do mundo, para incentivo a missões.

Incentivo à Presença e visitantes:
 Trem e Vagões – Cada criança tem o seu vagão e se trouxer um convidado coloca uma figura de criança na janela até que todas as janelas estejam ocupadas. Ao final de um período, quem tiver mais vagões “ocupados” deve ganhar um lindo passeio com a professora.

Sl 86:11 “Ensina-me, SENHOR, o teu caminho, e andarei na tua verdade...”.


Cânticos Os cânticos são parte importante da aula.
 Devem ser explicados e relacionados à Lição.
 Devem ensinar verdades bíblicas, como: nomes dos apóstolos e dos livros da bíblia, o amor, cuidado e proteção de Deus, etc.
 Existem bons Cd’s com corinhos para crianças.




 É importante que o cântico seja visualizado para ajudar na memorização.
 Podem ter figuras e letras.



VersículosEsta é uma idade excelente para começar a memorizar porções das Escrituras, que com certeza ficarão gravadas em seus corações e serão úteis tanto para salvação como para edificação (2 Tm 3.15; Jo 14.26).

 Os versículos devem sempre ser lidos primeiramente na Bíblia (pela criança).
 Depois podem ser repetidos no visual preparado, até a memorização.
 É imprescindível a memorização da referência junto com o versículo.
 O ensino da Palavra de Deus deve fazer sentido para a vida prática da criança – alguns textos das Escrituras são de difícil compreensão para esta idade.
Ex. fácil: “Ef 6:1 Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo.”

Ex. difícil: “Tg 1:17 Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.”

Podem ser usados diversos métodos para memorização: Cartazes, quebra-cabeça, gestos, varal, quadro de giz, cartaz de pregas, flanelógrafo, etc.

Aulas
Nesta idade as crianças ainda não se fixam por longos períodos em textos ou longas preleções, por isso, para obter sua atenção é necessário uma aula dinâmica, participativa e com auxílio de todos os recursos disponíveis.
 A vida de grandes obreiros deve ser contada incentivando as crianças para a obra de missões.
 As crianças já devem possuir uma bíblia em texto, mas, é importante possuírem histórias bíblicas resumidas.




 O Flanelógrafo (grande/tripé) poderá ser usado para contar em detalhes as lindas histórias bíblicas – A vida de Jesus, a vida de Davi, etc.






 Não espere que os “Primários” sentem para ler o livro de Mateus ou de Gênesis, por exemplo, mas eles lerão as histórias em livros ilustrados, se tiverem oportunidade.



 O Flanelógrafo (de mesa) também é uma excelente opção para contar a vida de missionários, como a de Mary Jones, por exemplo.





 As mesmas histórias podem ser repetidas, porém, com novo visual ou método.









 As histórias de ação, que contam a vida de personagens, são modelos a serem copiados.








Uma boa opção é incentivá-los a ler o novo testamento em quadrinhos.

Pós-Aula
Atividades que servirão de complemento à Lição – é muito importante para fixar a mensagem ensinada:
 Devem variar constantemente, para manter o interesse das crianças.

 Podem ser usados todos os recursos já mencionados para os principiantes, e mais:
















Agora já estamos áptos a mudarmos de classe: Avante JUNIORES! Aprenderemos como lidar com essa turma intrigante no próximo estudo. Até lá.
.



É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste Blog, desde
que o nome da autora seja mencionado e postado o seu link de origem.  
Lei n .9.610,19/02/98.  http://amulhereapalavra.blogspot.com/