BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

terça-feira, 2 de março de 2010

Parte4. Recursos Visuais

Continuação do Estudo sobre o uso de RECURSOS VISUAIS NO ENSINO BÍBLICO.

4. JUNIORES (9-11 anos)


4.1. CARACTERÍSTICAS
Físicas Possuem muita energia, são ativos e sadios.
 Crescimento físico é mais lento, porém, ganham coordenação e força muscular.
 Apreciam atividades ao ar livre – acampamentos, um dia no clube ou zoológico serão excelentes formas de premiações para os juniores.
 Os meninos estarão quase sempre molhados de suor e esbaforidos de correr.
 As meninas, lindas... Cheias de fivelas nos cabelos, usando cinto, sandálias e bolsa combinando.

Mentais
 A Lição Bíblica será a parte mais importante da aula – sua atenção pode durar de 20 a 30 minutos.


Sociais
 É a idade da competição – sempre contra o sexo oposto.
 Desenvolvem o espírito de equipe e de colecionador.
• É a idade das agremiações e associações – Clubinhos Bíblicos serão muito bem vindos.
• Os meninos gostam de jogos em equipes e procuram a companhia de outros meninos com os quais conversarão sobre futebol, figurinhas, campeonatos, etc.
• As meninas começam a ficar vaidosas, e valorizam as amiguinhas – com as quais conversam muito e também brigam e fazem às pazes o tempo todo.

Emocionais São destemidos e confiantes, gostam de aventuras e não têm muita noção de perigo.
 De riso fácil, começam a ter senso de humor, divertem-se muito.
 Quando contrariados, ficam irritadiços, mas é passageiro.
 Gostam de sentir-se queridos, mas sem demonstrações de carinhos físicos.
 Desenvolvem amizades sinceras e quando são salvas, fazem de tudo para que seus amiguinhos conheçam a Jesus como Salvador.
 Trazem muitos visitantes para a igreja – se salvas,
é importante ensinar-lhes a evangelizar.



 As crianças nesta idade já têm facilidade de concentração e raciocínio lógico.
 Têm grande capacidade de memorização – devem ser incentivados a gravar grandes porções das Escrituras.
 Distinguem perfeitamente a realidade da imaginação.
 Começam a questionar o “porquê” das coisas – e isso deve ser aproveitado explicando os fatos bíblicos à luz da ciência natural, arqueologia, história, etc.
 Estão bem adiantados na escola, conhecem geografia e história – conseguem situar o fato bíblico na linha do tempo e no espaço, com datas e locais.
 É a idade ideal para despertar definitivamente o interesse e hábito da leitura.
Espirituais Conseguem ver em seus próprios corações a condição de pecadores, pois se vêem constantemente mentindo, desobedecendo, irando-se.
 Reconhecem o caráter santo de Deus.
 Podem ver Deus como o grande Juiz.
 Sentem a necessidade de libertar-se das conseqüências do pecado – estão aptos para a salvação.
 Se já é salvo, nesta idade crescerá no conhecimento e temor de Deus.
 Os exemplos de heróis que passaram por dificuldades e venceram, podem ser comparadas às suas tentações.


Devem aprender:

 Cronologia e geografia bíblicas.

 Introdução às Doutrinas: Bibliologia, Teologia, Angelologia...
 Confiar em Deus e aprender a orar.
 Buscar a direção de Deus e consagrar suas vidas.
 A importância do trabalho missionário e de ganhar almas.
 Exemplos práticos de comportamentos que agradem a Deus.
 O dever e privilégio de contribuir com a obra de Deus.



4.2. SUGESTÃO DE RECURSOS VISUAIS.

Decoração da Sala
É importante que a decoração da sala reflita o assunto que está sendo estudado – servindo de enfeites e ao mesmo tempo de apoio a constantes recapitulações do ensino:

 Mapas geográficos – A Terra Prometida, O Antigo Oriente, Mapa Mundial atual, etc.
 Mapas históricos/geográficos – As jornadas de Abraão, As jornadas dos filhos de Israel, As 12 Tribos, As viagens Missionárias de Paulo, etc.
 Nomes e autores dos livros da Bíblia.

Incentivo à Participação:
 Girafa com fita métrica – as crianças devem ser medidas mensalmente na altura (estatura) e somado aos pontos de participação nas aulas (sabedoria) e comportamento (graça). Deve ser anotado em uma tabela (ver ex.) e ao final de um período realizar uma premiação, que pode ser um dia de lazer.

Lucas 2:52 “E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens.”


 Árvore – árvore dividida por galhos ou ramagens com os nomes de cada criança. Conforme as competições, exercícios, visitantes, versículos decorados, etc. a criança vai ganhando folhas e frutos, até encher toda a árvore. Ao final de um período é feita uma premiação àqueles que obtiverem mais frutos.
João 15:5 “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”

Cânticos
 Já podem prescindir dos cânticos com muitas figuras e enfeites.
 Porém, deve-se ter um blocão com as letras visualizadas, para memorização.
 É importante que tenham o hábito de ouvir boa música cristã.

Versículos

 Devem ser lidos direto na Bíblia, pela criança.
 Depois podem ser memorizados através de quebra-cabeça, jogo de memória, quadro de pregas, quadro de giz, etc.
 Tarefas para memorizar versículos em casa, com premiação, serão ótimas opções.

Aulas
 As crianças devem acompanhar as lições na Bíblia, comprovando a narrativa com o texto, para consolidar seus conhecimentos.
 Não há necessidade de muitas figuras, nem quadros detalhados.
 Mas algumas cenas que fixem na mente a narrativa serão importantes.
 Também é possível a professora contar a história e os alunos montarem os visuais.

Vários recursos podem ser utilizados:
 Flanelógrafos de vários tamanhos: tripé, mesa, mão (dependendo do número de alunos).
 Os livros da Bíblia podem ser desenhados em papel cartão, recortados individualmente e manuseados pelos alunos para estudo e memorização.







Figuras de Feltro, Velcro ou de Papel Cartão e letras de Cartolina, com papel camurça colado atrás podem ser usadas sobre o flanelógrafo para ensinar doutrina.
 Por exemplo, Angelologia.





 Por exemplo, Cristologia.




















 Lições em Cartazes




























 As mãos e os gestos também podem servir para apresentar o evangelho através de dedoches.


Pós-Aula
 Atividades que serão divertidas, competitivas e ao mesmo tempo os ajudarão a crescer na graça e conhecimento de Cristo.

 Podem ser usados todos os recursos já mencionados para os primários, e mais:Palavras-cruzadas, caça-palavras, enigma, liga-pontos, uma coluna de acordo com outra, perguntas e respostas, jogo da forca, etc.

 CD’s com estórias podem ser tocados por capítulos: a “Maratona Monte Sião” é um bom exemplo (e-mail: vozdemelodia@mps.com.br).



Finalmente estudaremos a turma dos Adolescentes... Preparemo-nos para o desafio. Até o próximo e último estudo da Série: "Parte5. Recursos Visuais".
.



É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste Blog, desde
que o nome da autora seja mencionado e postado o seu link de origem.  
Lei n .9.610,19/02/98.  http://amulhereapalavra.blogspot.com/