BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

quinta-feira, 27 de maio de 2010

O Livro de Rute


Clique AQUI













Seminário Batista Regular do Amazonas
Disciplina: Livros Históricos
Pastor: Jonas Xavier (já com Cristo)
Alunos: Paulo Brasil e Glória Brasil
Estudo do livro de Rute, baseado na Obra de J. Sidlow Baxter, Examinai as Escrituras.
Ano 1999

LIVRO DE RUTE

Período: De juizes "nos dias em que julgavam os juízes". Em meio à corrupção e deteriorização moral é que se passa esta linda história de amor e amizade.
Relato em forma de história. De amor, num contexto rural, onde sogra e nora demonstram grande afetividade.
Relato verdadeiro. O elo moabita na genealogia de Davi, e pelo fato do livro ter sido escrito durante o reinado de Davi, dá credibilidade ao texto através do reconhecimento dessa origem do rei.

CARACTERÍSTICAS ESPECIAIS
1. Livro com nome de mulher – há apenas outro, Ester.
Rute diferente de Ester não é judia e passa a morar junto ao povo judeu. E tambem diferente de Ester, Rute ocupa posição central da narrativa, é inteiramente dedicado ela.
2. História de amor
História sem preconceitos, que retrata o amor de uma jovem à sua sogra.
3. Universalidade
Contrariando o zelo nacionalista dos israelitas, a descrição sincera a respeito de uma mulher estrangeira, rompe o caráter judaico da narrativa. É um convite a outras raças para auferirem os privilégios e bençãos de israel. Entrando na linhagem real messianica, o sangue gentilico.

Esboço
CAP. 1 DECISÃO DO AMOR (RUTE : A NOBRE ESCOLHA) - A FILHA FIEL
CAP. 2 RESPOSTA DO AMOR (O SERVIÇO HUMILDE) - RESPIGADEIRA MOABITA
CAP. 3 PEDIDO DO AMOR ( O TERNO APELO) - SUPLICANTE VIRTUOSA
CAP. 4 RECOMENSA DO AMOR (ALEGRIA CONJUGAIS) - ESPOSA E MAE AMADA

Resumo
CAP 1
1. Ao sobrevir uma grande fome em Canaã, Elimeleque, Noemi, Quiliom e Malom, saíram de Belem em busca de sobrevivência na terra de Moabe, um povo idólatra. Não deveriam ter deixado sua terra natal por terra estrangeira, pois a terra era possessão perpétua de Deus para seu povo e as bênçãos seguiriam à obediência, assim como a fome e escassez seriam o castigo pelo pecado.
2. Em Moabe não foram melhor sucedidos, pois morreu Elimeleque, o chefe da família e os dois filhos casam-se com estrangeiras, o que era proibido na Lei de Deus (Dt 7:3).
3. Fracasso total em moabe: ao final de 10 anos morreram também os dois filhos varões. Agora as três mulheres estavam viúvas e desamparadas.
4. Noemi toma conhecimento que há fartura em Canaã e resolve voltar para seu país. Pede que as noras voltem cada uma para sua família e assim encontrem abrigo e amparo.
5. Uma delas, Orfa, volta para Moabe. A outra, Rute, decide deixar seu povo, seus deuses e seguir a Noemi e ao seu Deus. Apega-se a ela e não quer deixá-la, proferindo uma das mais lindas declarações de amor e amizade jamais vistas:
6. “ Não me instes para que te abandone, e volte de seguir atrás de ti; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o SENHOR, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti”. (1.16-17)
Cap 2
1. Noemi e Rute chegam a Belém, em estado de miséria. Rute dispõe-se a buscar alimentos para ambas. Vai catar grãos nos campos de colheita (respigadeira). Entra, pela providência de Deus, como veremos mais tarde, nos campos de Boaz, parente de Noemi, um homem temente a Deus, rico e bondoso.
2. Boaz a vê, elogia seu comportamento para com sua sogra e protegendo-a dos demais, oferece-lhe segurança.
3. Até que chega o fim da sega.
Cap. 3
1. Noemi, vendo a bondade de Deus em direcionar Rute para os campos de Boaz, reconhece-o como parente remidor e vê a possibilidade de buscar a felicidade da nora.
2. Fala a Rute que se apresenta a Boaz e o declare “Meu resgatador” (Goel).
     Lei do Goel. Lv 25; Nm 35; Dt 19 e 25. Devendo o resgatador cumprir três obrigações:
     a) Remir o irmão, recuperando seus bens e pagando dívida.
     b) Tomar vingança de violência fatal contra o irmão.
     c) Suscitar herdeiro para o irmào, caso morresse sem deixar filhos.
3. Boaz elogia o comportamento manso de Rute, ao submeter-se ao Deus de Israel, visto que não se guiou por vista, buscando rapazes jovens, possivelmente mais atraente que ele, mas acatou a orientação da sogra quanto à Lei do resgate.
4. Boaz reconhece seu direito, mais sabe haver um outro parente mais próximo que ele, que teria primazia. E garante que resolverá tudo com ele.
Cap. 4
1. Boaz propõe ao resgatador a compra de todos os bens de Elimeleque, ao que ele concorda de imediato.
2. Todavia, Boaz explica que ao resgatar a propriedade de Elimeleque deveria também tomar a Rute por esposa para suscitar descendência ao falecido esposo. O parente, então, recusa alegando que isto lhe traria embaraço.
     Duas explicações podem ser dadas, para que o parente abrisse mão de tal direito:
    a) O homem considerou como prejuízo financeiro, pois gastaria dinheiro e as terras não lhe     
    pertenceriam,   mas a um filho de Rute, que herdaria o nome e o patrimônio do esposo falecido Malom.
    b) Considerou um risco casar-se com uma estrangeira – visto ser contra a Lei de Deus. Também
    considerando as desgraças que se abateram sobre Malom e Quiliom ao transgredirem-na.
3. Boaz, então, chama 10 anciãos como testemunhas e resgata a porção de Elimeleque.
4. Boaz tomou a Rute por esposa e suscita descendência a Malon, gerando com Rute, Obede. Obede foi o pai de Jessé, que foi o pai de Davi. O rei Davi – o homem segundo o coração de Deus. O maior rei de Israel.
5. Quanto a Noemi, seus braços receberam uma criança, um filho, consolador de sua velhice, dado pela nora amada.
Tipologia
Em toda a história há um forte significado tipológico.
Elimeleque (meu Deus é rei). Noemi (prazer/Mara). Malom (doentio). Quilion (definhante). Rute (graciosa).
Rute, estrangeira, gentia, fora dos benefícios e bênçãos proprios dos israelitas – É um tipo da Igreja.
Boaz, usa de graça para com Rute, e paga o preço pelo resgate de Noemi levando consigo a Rute – É um tipo de Cristo.
O resgatador que se viu impossibilitado em resgatar a Noemi – É a Lei.
.

É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste Blog, desde
que o nome da autora seja mencionado e postado o seu link de origem.  
Lei n .9.610,19/02/98.  http://amulhereapalavra.blogspot.com/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails